Dificuldade em integrar em vários Marketplaces?

Se você é do ramo de varejo e está tendo dificuldades com a integração de vários tipos de Marketplaces saiba que você não é único, aqui iremos comentar as principais dificuldades que o empreendedor encontra hoje com estas plataformas.

A era do Marketplace chegou, conectando compradores e vendedores, a plataforma inovou por dar credibilidade ao micro e pequeno empreendedor que deseja vender seus produtos online.

Cresceram bastante durante a pandemia, seja porque o micro e pequeno empreendedor foram praticamente obrigados a mover pro digital, ou seja realmente pelas facilidades que oferecem em cada plataforma.

Mas com tantas plataformas hoje, fica difícil decidir qual delas se manter, porque cada Marketplace tem suas regras, suas taxas, etc. Isso pode trazer problemas logísticos como por exemplo a entrega em diferentes locais de entrega (Correios/Kangu).

Então sem mais delongas vamos falar mais sobre as plataformas.

Amazon

Essa plataforma pode ser a empresa do homem mais rico do mundo, mas eu imaginava que a empresa, com tanto recurso, iria investir em uma plataforma de fácil navegação, intuitivo, etc… Mas não é o caso.

A plataforma é muito complexa e como todos os outros Marketplaces você terá que se virar para aprender tudo que precisa aprender dentro da plataforma, como registrar o valor dos envios e aceitar a taxa de 16% em cima do seu produto.

Quem trabalha no varejo costuma operar (segundo meu professor de matemática financeira da FGV) com uma taxa de 20-25% de lucro bruto do total da receita de faturamento.

Você terá que aceitar abaixar bem sua margem de lucro. Tenha isso em mente.

Você poderá até vender mais… só que terá que vender bem mais para ganhar o mesmo que ganhava antes, terá que começar a pensar em vender em volume para compensar a diminuição na margem de lucro. E adivinha quem ganha a maior porcentagem da venda toda vez que você faz uma venda?

Algo que você precisa ter em mente também, é que em nenhuma das plataformas você vai vender muito sozinho, se você acha que é apenas deixar o produto lá e ele irá vender sozinho, sinto muito em te dizer isso mas não vai acontecer…

A plataforma não irá deixar você ficar rico sozinho. Afinal, se você está em um Marketplace, com certeza terá que investir em propaganda para vender mais, diminuindo ainda mais sua margem de lucro.

Então se você pensa em entrar em uma plataforma, como por exemplo a Amazon, comece a pensar grande… senão não irá muito longe.

Mercado Livre

O Mercado Livre me ajudou no início, era (e ainda é) uma plataforma bem simples de se anunciar, e era esse o principal motivo para que eu me mantivesse lá. Quem é do Mercado Livre sabe que os produtos não se vendem sozinhos… Muitas vezes demora antes de você fazer uma venda, inclusive porque o consumidor fica desconfiado das lojas que ninguém comprou anteriormente.

Então tenha em mente que não é apenas colocar o produto no Mercado Livre e pronto… O que é muitas vezes trabalhoso é que o próprio vendedor as vezes precisa se esforçar para anúnciar seu link para pessoas possivelmente interessadas comprarem seu produto.

A dificuldade maior que tive com esta plataforma, assim como todas as outras também estão com este problema específico…. É o suporte. Se você teve algum problema (e em algum momento terá) seja no envio, na comunicação com o cliente, problema técnico com a plataforma… Terá que aprender a resolver tudo sozinho.

É muito estressante porque muitas vezes o Mercado Livre irá lhe punir caso você não faça o envio logo do produto… A punição seria a diminuição na indicação do seu produto na lista de produtos (o que abaixa sua exposição, que já não é muito alta). Então se houve alguma dúvida no meio do caminho, você terá que se virar para aprender a resolver tudo sozinho… Isso já é costume para quem é vendedor do Mercado Livre.

Além de ter sido o suporte mais complicado que conheci, é dificil você conseguir criar uma empatia com a empresa que se esforça (e muito) para evitar o contato com o cliente. O máximo que irão fazer é entrar em contato para vender algum curso ou para lhe oferecer um empréstimo. O suporte é um verdadeiro labirinto, e parece que quando os clientes aprendem a entrar em contato com a empresa, ela muda a forma de entrar em contato com ela… Parece briga de gato e rato. Acostume-se.

A plataforma também chega a oferecer uma certa facilidade para o investimento em publicidade, mas como eu disse… Se houver qualquer problema técnico no caminho, terá que se virar sozinho.

Outra coisa que é problemática é este excesso de benefícios que estão oferecendo aos clientes. Tudo fica na conta do vendedor… Se você oferece parcelamento sem juros, terá que oferecer uma porcentagem maior da venda do seu produto para o ML. Se você oferece “frete grátis” (que de grátis não tem nada) terá que aumentar o valor do produto, para compensar o valor obrigatório de frete gratuito que tem que se oferecer ao cliente.


Para que o artigo não fique extremamente longo, deixarei para comentar sobre o marketplace B2W em um outro artigo posteriormente.

Estas foram algumas das dificuldades encontradas comigo durante minha jornada pelos Marketplaces (que ainda não parou), se você tem alguma história para compartilhar, deixe aqui embaixo nos comentários.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s